Ver Imagem Lista

Competência e versatilidade são palavras que sempre estiveram atreladas à carreira da jornalista Astrid Fontenelle. Com passagens pela MTV, Manchete, Rede Globo, TV Gazeta e Band, desde 2013 comando o “Saia Justa”, no GNT. No canal, já apresentou o “Happy Hour “e o “Chegadas e Partidas”, pelo qual ganhou  prêmio APCA 2012 de melhor programa, e que voltou em 2018 com nova temporada.

Ernesto é ator, jornalista, roteirista, apresentador e mestre em antropologia. O seu trabalho mais recente foi como editor de saúde, wellness e esportes da revista GQ Brasil, mestre de cerimônias do Wired Festival e Wired Conference; apresentador dos programas “Rede Escola” e “Hora do Nem” da TV Escola; também é autor dos livros “Senti Na Pele” e “D.R.”,  no teatro esteve como ator no elenco de “Oboró – Masculinidades Negras”, obra premiada com o prêmio Shell em 2019, na TV Globo atuou nas novelas “Negócio da China” (2008), “Duas Caras” (2007) e “O Profeta” (2006), na série “A Vida Alheia” (2010), e, no cinema participou do filme “A Suprema Felicidade” (2010), de Arnaldo Jabor.

Giovanna Heliodoro é historiadora, comunicadora, produtora e colunista do BuzzFeed. Simbolo da luta a favor da igualdade de gênero, ela aborda assuntos atuais e sociais, levando debates para as suas redes. Além de acumular mais de 109 mil seguidores no Instagram, a mineira é apresentadora do canal “Trans Preta”, no Youtube. Nele, ela compartilha as suas vivências em meio a transição, discute questões sociais, raciais e sobretudo ligadas a gênero e sexualidade. Além desses, ela também fala sobre beleza, entretenimento e gastronomia.

Giselle, atriz e diretora nascida no méxico mas brasileira de criação, lançará neste ano duas séries: “O Rei da TV e “Compro Likes”, ambas do streaming Star+. São 22 anos de uma carreira versátil, a sua estreia na televisão foi na minissérie “Os Maias” em 2011; na sequência, vieram mais de 10 projetos na TV Globo. Como apresentadora, liderou o programa de viagens “Oi, mundo afora” (GNT). Em seguida, estrelou a série “Mandrake” na HBO, “Avassaladoras” na FOX, “Bela, a Feia” na TV Record, também fez parte da série “Homens?” (Amazon) e da série “O Escolhido” (Netflix). Internacionalmente, esteve em filmes como “Os Mercenários” do ator Sylvester Stallone, no Chile com o filme “Caleuche, O Chamado do Mar” e “O Mistério da Estrada de Cintra” em Portugal. Em 2015 foi a protagonista do sucesso “Os Dez Mandamentos” na TV Record, e participou do espetáculo argentino “Fuerza Bruta”. Itié dirigiu campanhas para o coletivo de ativistas feministas “NI UNA A MENOS”, sobre empoderamento feminino, e também o filme/clipe “OCITOCINA”.

A atriz e apresentadora paulistana está para lançar a novela “Travessia” como a advogada Laís, também teve destaque em “Um Lugar ao Sol”, ambas tramas das 21h na TV Globo. A artista tem uma trajetória ascendente: está no elenco do filme “Malês”, dirigido por Antônio Pitanga, e também no drama “Medida Provisória”, de Lázaro Ramos, pelo qual já foi dirigida como uma das protagonistas da premiada peça “O Jornal – The Rolling Stone”. Ela também desbrava o projeto solo autoral “Ensaio Sobre Ter Voz”, e apresenta o “Momento Trailer“, programa dedicado ao audiovisual no Canal Like. Indira iniciou a sua carreira como repórter e estreou como atriz em 2014 na Cia. Banquete Cultural com duas montagens teatrais. Multifacetada, de lá para cá pôde ser vista na série “3%” da Netflix, no cinema em “Cidade Pássaro”, na Globoplay com a série “Rotas do Ódio”, e, na HBO Max com a série “Os Ausentes”. 

Uma das principais artistas da sua geração, Jéssica atualmente está gravando como apresentadora o reality show gastronômico “Cook Island” do GNT, também fez sucesso cantando como a “gata espelhada” no 1º “Masked Singer” e na novela “Amor de Mãe” da TV Globo, com a personagem Camila. Desde 2016, teve papéis de destaque em produções como a série “Justiça”, as duas temporadas de “Filhos da Pátria” (2017/2019) e “Assédio” (2018). No teatro, protagonizou o espetáculo musical “Meu Destino é Ser Star”, inspirado na obra de Lulu Santos. Como cantora: em 2018 lançou o seu primeiro álbum autoral “Sankofa”, e, em 2020 veio com o “Macumbeira”, seu segundo álbum.

É apresentadora, digital influencer e DJ. Ficou conhecida na internet com seu famoso ‘Giro de Notícias’, no Snapchat, e atualmente roda o Brasil inteiro em turnê com seu set “Brasilidades”, especializados em música brasileira. Nas suas redes sociais, Jude, como foi carinhosamente apelidada, mostra o seu dia-a-dia e conversa sobre empoderamento feminino e as liberdades da mulher moderna. Ela também apresenta o podcast  de entretenimento do UOL “Splash”, onde comenta noticias do mundo dos famosos, com Zeca Camargo e Chico Barney. Beleza, música, saúde e empoderamento feminino: são os principais assuntos abordados no seu perfil.

Rapper, cantora e compositora brasileira, além de atriz, modelo e apresentadora. Em 2013 lançou o seu primeiro álbum “Batuk Freak”. Após ficar 05 anos rodando o país inteiro e o mundo com as músicas de estreia, em 2018 lançou o tão esperado segundo álbum “Ambulante”, que conta com os singles Kaça, Vogue do Gueto e Saudade. Em 2019, apresentou no palco do Rock in Rio o single Alavancô junto com Linn da Quebrada e  Gloria Groove. Neste ano, Karol lança o álbum “URUCUM”.

Loo é modelo, empreendedora e consultora de tendências pelo Istituto Europeo di Design. Dona duas marcas,”Dresscoração”, de roupas, e “iLoostre”, de acessórios, ela retratada a mulher negra do século XXI, apaixonada por moda e ligada a sua ancestralidade. Nas suas redes, Loo inspira e encoraja seus 79 mil seguidores a elevarem a autoestima, abandonando padrões eurocêntricos historicamente impostos e se reconectando à autenticidade da sua essência e raízes afro-brasileiras para a criação da sua própria identidade brasileira. Além do seu perfil pessoal, a influenciadora é dona do perfil @minhacasaney e o canal do Youtube, Neyzona, onde compartilha o diário de reforma da sua primeira casa.

Luanda Vieira é jornalista especializada e apaixonada por moda, beleza e wellness. Passou pelas revistas femininas da Edições Globo Condé Nast, Glamour e Vogue. Na primeira, foi editora de moda, onde desenvolveu o olhar apurado para tendências e se tornou especialista em street style, com experiência em coberturas de Semanas de Moda Internacionais, como Nova York e Londres. Na Vogue, foi editora de beleza e wellness. A paulistana fez parte da primeira turma do Comitê Global de Diversidade e Inclusão da Condé Nast, ao lado de 19 funcionários da Condé Nast ao redor do mundo, com comando de Anna Wintour. A jornalista foi a única brasileira selecionada para integrar o grupo que, durante dois anos, criou ações globais para tornar a empresa um ambiente mais diverso e inclusivo em todos os seus mercados

Após trabalhar como repórter dos programas de Adriana Galisteu e Otávio Mesquita, estreou o seu primeiro programa solo: “Mapa do Pop”, no canal Glitz em 2013. Em 2014, criou, produziu e apresentou o programa “S.O.S. Pé na Bunda” da Warner. O seu impacto na rede a levou ao posto de embaixadora digital da L’Oreal
Paris. Em 2015, lançou o seu primeiro livro “Manual da Fossa”, e, em 2016 “Amor(EX)”. Em 2017, lançou o seu terceiro livro “Manual do Amor Próprio”, que figura entre os mais vendidos, e em 2019 lançou “Escrito nas Estrelas”. Em 2019, Mica, empreendedora, lançou sua marca de sapatos a “Margaux”, e, em 2020 lançou mais duas marcas: a “Mística by Mica Rocha” de maquiagens e a “Misha by MicaRocha” de semi joias e bijoux.

Atriz e digital influencer, ela é exemplo de superação para os milhões de seguidores em suas redes sociais e, atualmente, finaliza a sua participação na minissérie da netflix ” Todo dia a mesma noite”. Paola conquistou o carinho do público com sua história de vida. Sinônimo de credibilidade, a mineira possui parcerias de sucesso com grandes marcas no mercado publicitário. Em 2019 apresentou o NBA Freestyle, programa oficial da NBA, na BAND.

É atriz, dj, apresentadora e modelo; recentemente participou da novela das 21h “Um Lugar ao Sol” da TV Globo, e protagonizou a série “Coisa Mais Linda”, original Netflix. Natural de São Paulo, Pathy começou a sua carreira como modelo, ainda estrela grandes campanhas das principais marcas do país e editoriais para diversas revistas. Em 2012, participou da novela “Avenida Brasil”, comandou dois programas da MTV: “Top10” e “Acesso MTV”, foi repórter do “Video Show” na Globo entre 2013 a 2015, e, emendou quatro projetos de séries como atriz, sendo eles: o “Rua Augusta” na HBO Max, “Rotas do Ódio” no Globoplay, “Desnude” do GNT e “Desencontros” do canal Sony. Em 2021 participou do espetáculo online “10×10” dos irmãos Leme.

Val Benvindo é jornalista de formação e produtora executiva. De 2008 a 2019 exerceu essa função no Bloco Afro Ilê Aiyê, desenvolvendo papel estratégico em eventos como Noite da Beleza Negra, Semana da Mãe Preta e os desfiles carnavalescos, além de shows e viagens. Assinou a produção executiva no Troféu “Dodô & Osmar”, no Prêmio Braskem de Teatro e na reinauguração do “Teatro Castro Alves”(2016). Em 2016 Val também dirigiu, produziu e roteirizou o curta “Outra Face”, que conta a história da noite da beleza negra. Em 2017 assumiu a produção da carreira da jornalista e digital influencer Tia Má. Além disso, produziu “Na Rédea Curta – A peça”, fruto do canal homônimo do YouTube que narra o cotidiano de mãe e filho, dentro do universo baiano. Desde 2017 Val passou a integrar o trio de apresentadores da “Noite da Beleza Negra do Ilê Aiyê”. Atualmente apresenta a coluna “Meu nome é Val” no programa ‘Band Mulher”, do canal Band Bahia.

Uma das mais importantes apresentadoras da TV brasileira, e, consagrada atriz do nosso audiovisual, Regina voltou às novelas do horário nobre da TV Globo com “Amor de Mãe” como a protagonista “Dona Lourdes”, uma mãezona que conquistou o coração dos brasileiros. Ela também voltou ao teatro, após quase trinta anos afastada, com o monólogo “Recital da Onça”. “Esquenta”, “Um pé de quê?”, “Programa Legal”, “Brasil Legal”, “Central da Periferia”, “Minha Periferia é o Mundo” e “Muvuca” foram alguns dos projetos concebidos e apresentados pela artista multifacetada, que sempre se envolve em projetos diversificados que agregam valor às discussões socioculturais no país. No cinema, atuou em 21 filmes, protagonizando os últimos projetos: “Três Verões” (2019) de Sandra Kogut e “Que Horas Ela Volta?” (2015), aclamado longa-metragem da cineasta Anna Muylaert, pelo qual ganhou dois prêmios internacionais.